30 de mar de 2011

Justiça suspende aterro de lixo em Itambé.

A juíza da Comarca de Marialva, Mylene Rey de Assis Fogagnoli, concedeu liminar suspendendo a instalação de um aterro sanitário em Itambé (a 42 quilômetros de Maringá), pleiteado pela empresa Serrana Ambiental, de Santa Catarina. A liminar é resultado de uma ação popular, que recebeu assinaturas de mais da metade da população do município, que é de 5.748 habitantes, de acordo com o Censo 2010.

Em janeiro uma Audiência Pública, realizada pelo Instituto Ambiental do Paraná, para apresentar os estudos de impacto ambiental para a população, acabou em tumulto e foi suspensa. Dezenas de pessoas lotaram a Casa da Cultura da cidade onde aconteceria a audiência, enquanto centenas aguardaram do lado de fora, gritando palavras de ordem.

A Serrana, que presta serviços na área de engenharia ambiental em vários municípios da região Sul, havia pedido licenciamento de um aterro sanitário com capacidade para atender Itambé e outras cidades.

A empresa, com sede em Joinville, comprou uma área de 15 alqueires, quatro quilômetros distante da área urbana, e solicitou estudo para implantar um aterro para receber até 18 mil toneladas de resíduos por mês.

A capacidade de recebimento solicitada pela empresa provocou a reação de alguns setores da sociedade, que consideraram que o objetivo era levar o lixo de municípios de maior porte para Itambé, principalmente o de Maringá.

"Itambé gera apenas quatro toneladas por dia ou pouco mais de cem toneladas por mês", comentou o ex-secretário da Agricultura e Meio Ambiente e ex-vereador da cidade, Valdir Edemar Fries. Segundo ele, nenhuma empresa de grande porte se interessaria em administrar a quantidade de resíduos que Itambé gera.

"Então, porque solicitar o licenciamento de uma área para 18 mil toneladas por mês?", indagou.

Fries também apontou que havia erros no estudo de impacto ambiental, elaborado por duas instituições de credibilidade, o Centro Universitário de Maringá (Cesumar), e o Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná (Cefet), de Campo Mourão. "Há erros grosseiros, como trechos copiados de outros estudos, feitos para outras cidades", acusou.

Os erros foram confirmados pela Juíza, ao conceder a liminar. "O Eia/Rima (Estudo/Relatório de Impacto Ambiental) apresentado pela Serrana é uma cópia adaptada do que fora rejeitado pelo município de Marialva, contendo em seu bojo diversas menções àquele município. Tal fato demonstra que não houve elaboração do Eia/Rima exclusivo para a cidade de Itambé, o que afronta a legislação", alegou a juíza. A decisão cabe recurso, mas ninguém da empresa Serrana foi encontrado para falar a respeito.

Fonte: Odiario.com

23 de mar de 2011

TJ confirma condenação de ex-prefeito de Sarandi

A 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná confirmou ontem a condenação por improbidade administrativa do do ex-prefeito de Sarandi, Julio Bifon, de seu cunhado José Carlos Bifoni e da servidora pública municipal Miriam Aparecida Martins. A relatora, desembargadora Maria Aparecida Blanco de Lima, deu provimento aos recursos dos servidores Valdecir Ribeiro da Silva e Paulino Farkas e deu parcial provimento ao apelo do Ministério Público, que pedia a condenação de outros absolvidos em primeira instância. A ação é de 2006 e o acórdão ainda não foi disponibilizado na íntegra; no total, eram 17 os réus. Além dos já citados, aparecem como réus: Maria Aparecida de Mello Klockner, Alexandre Lincoln Cobra de Carvalho, Antonio Carlos Marengoni, Bauer Geraldo Pessini, Pedro Galindo Netto, Carlos Alberto Ribeiro de Andrade, Marli Gonzales de Souza Forti, Futuro Pavimentação Asfáltica Ltda., Roselane Ferreira, Hélia Cristiane da Silva, Maria de Lourdes Ferreira e Centauro Locadora de Veículos Ltda.
Foram descritos vários atos de improbidade administrativa na última administração de Bifon (primeiro prefeito daquela cidade), inclusive analisados por uma CPI instalada naquela câmara municipal na administração petista (2000-2004). A principal acusação era do uso de empresas fantasmas para fraudar concorrências realizadas pela Prefeitura de Sarandi. As empresas, uma de asfalto e outra locadora de veículos, seriam de propriedade de servidores públicos municipais que ganharam pouco mais de um salário mínimo.
Fonte: Blog do Rigon

22 de mar de 2011

CONTINUAÇÃO DA SESSÃO, PRESIDENTE DA CÂMARA.

Em virtude de decisão judicial ocorrerá neste dia 23 de março as continuidades para eleição do Presidente da Câmara municipal de Vereadores. A sessão irá se realizara as 17:horas desta quarta feira no plenário deste legislativo.

AVANTE SARANDI!!!!!!!



















O Vereador Reginaldo foi um dos entrevistados no "Programa Antonio Santos" que foi ao ar na data de hoje. Entre muitos questionamentos surgiu a questão do Hospital Municipal, pois essa é uma promessa do Prefeito Carlos de Paula a população, que vem se arrastando a quase dois anos e meio, porem nada de concreto se pode visualizar a respeito. O Vereador Reginaldo se coloca a disposição do Município, para o que precisar referente a o mencionado assunto, porem não se pode enganar a população com promessas infundadas. O Vereador Destaca que construir um Hospital não é um grande problema , entretanto mantelo em funcionamento a contento de toda nossa população não é fácil, pois segundo o Vereador Reginaldo um Hospital não sobrevive somente de paredes e sim de um corpo clínico, de equipamentos adequados para atender de forma digna o povo de Sarandi. Ai fica a pergunta. Se o Prefeito não consegue implantar médico pediatra 24 horas no pronto socorro como irá manter em pleno funcionamento o Hospital Municipal? E olha que o mesmo fez essa promessa a mais de um ano! Segundo usuários faltam remédios, faltam médicos e valorização aos servidores da saúde publica de Sarandi. Mas uma vez questiono! O Prefeito Carlos de Paula não instalou um abrigo de ónibus em nossa cidade, não colocou uma academia da terceira idade, não instalou um parque infantil, e os que ai estão, estão se deteriorando por falta de manutenção! Onde está a tão falada transparência? Lembrando que o portal da transparência com os gastos públicos também foi promessa do atual governo. O Povo de Sarandi só houve promessas mas nenhum resultado. Onde está a ouvido-ria publica? Mas uma vez o Vereador enfatiza não ser de forma alguma contra o Hospital Municipal, porem não se pode usar desse artifício para enganar o povo! A SAÚDE DE SARANDI NECESSITA DE REESTRUTURAÇÃO URGENTE....

21 de mar de 2011

FRASE DA SEMANA.

Os poderosos podem matar uma, duas até três rosas, mas nunca deterão a Primavera.

Che Guevara

PAUTA DA SESSÃO ORDINÁRIA 21 DE MARÇO DE 2011..

Vereador Reginaldo requer ao Senhor Prefeito.
Contrato celebrado entre Município de Sarandi e a Empresa Ambisul, bem como quais os valores pagos a mencionada empresa mensalmente.
Planilha de pesagem do lixo no momento da destinação final.
Qual o prazo de validade do contrato da mencionada empresa para com o Município?
Cópia do processo licitatório, dos cheques de pagamento e da licença ambiental, tanto do Município como do IAP( Instituto ambiental do Paraná).

17 de mar de 2011

Ministra fala no Senado sobre criação de comissão para investigar ditadura militar

A ministra da Secretaria de Direitos Humanos fala sobre a intenção do governo de criar a Comissão da Verdade.

A ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, é ouvida manhã desta quinta-feira (17) no Senado. Ela fala sobre a intenção do governo de colocar em prática a chamada Comissão da Verdade. O projeto foi enviado ao Congresso em maio do ano passado, mas até agora não avançou. A proposta é investigar casos de tortura. Segundo a ministra, saber o que aconteceu com as vítimas do regime militar é direito das famílias.

16 de mar de 2011

TCE faz auditoria na Autarquia Águas de Sarandi

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) está realizando uma auditoria na Autarquia de Águas de Sarandi (a 9 km de Maringá) nesta quarta-feira (16). A informação foi divulgada pelo prefeito Carlos de Paula (PDT).Segundo o prefeito, o TCE investiga irregularidades em uma licitação de esgoto no valor de R$7 milhões. Assim que tivermos mais informações traremos a conhecimento Publico.
Fonte; Odiario do Norte do Paraná

11 de mar de 2011

LIDERANÇAS SE MOBILIZAM EM DEFESA DE SARANDI.

























Lideranças estão mobilizadas no intuito de defender a nossa cidade! Estiveram hoje 11 de março enfrente a Câmara Municipal de Sarandi diversas lideranças, que de fato estão preocupadas com a situação de nossa cidade, no intuito de se pronunciarem contra a vinda do lixo de outros municípios para Sarandi . Outro reivindicação é pela reestatização do aterro Municipal.

10 de mar de 2011

CONVOCAÇÃO A TODOS OS INTERESSADOS.

Reunião contra o aumento do IPTU dos Mandatos dos vereadores Reginaldo e Bianco

Nesta sexta-feira dia 11/03/11
Se você e contra esta barbaridade compareça!


Às 20 horas Avenida Maringá nº660 Câmara de vereadores


Sua presença é muito Importante!

O POVO SE MOVIMENTA, EM DEFESA DE SARANDI!

Moradores e políticos planejam carreata para sexta. Eles não querem que o lixo de Paiçandu seja enviado para um aterro de Sarandi. Empresa diz que acordo é legal

e várias entidades e associações de moradores de Sarandi, além de políticos, vão protestar nesta sexta-feira (11) contra o depósito do lixo de Paiçandu no aterro privado de Sarandi, ambas cidades da região metropolitana de Maringá. Os protestantes vão pedir ainda a estatização do aterro do município, que foi privatizado em 2007.

O protesto está marcado para as 16h, em frente à Câmara de Vereadores de Sarandi. Os moradores vão fazer uma carreata até o aterro da empresa Ambiental Sul Brasil, que firmou o acordo com a Prefeitura de Paiçandu.
Fonte:Gazeta Maringá

1 de mar de 2011

REUNIÃO FRUSTRADA!


Infelizmente não foi possível obtermos êxito na reunião com a TCCV, Câmara Municipal de Vereadores, Prefeitura e Sociedade Civil. Estiveram presentes na referida reunião os Vereadores Reginaldo Alves dos Santos, João Lara Vieira, Aparecido Bianco, Rafael Pszybylsky, bem como representantes dos Vereadores, José Aparecido da Silva e Roberto Grava, membro representante da UNISSAM Senhor Edmilson. Também contamos com a presença do Senhor Luís Calos representante da empresa Transporte Coletivo Cidade Verde, porem a referida reunião foi frustrada, pois não contou com a presença de nenhum representante do Poder Executivo Municipal. É lastimável o acontecido, pois o intuito da reunião era de se discutir os problemas existentes com relação ao transporte coletivo e a situação precaria de nossa malha viaria(Asfalto).
Obs: Ao final desta matéria o Gabinete do Prefeito entrou em contato com o Gabinete do Vereador Reginaldo, onde foi informado que por motivos de comunicação entre funcionários do executivo o Prefeito Carlos de Paula ficou impossibilitado em participar da mencionada reunião.
Estaremos agendando uma nova reunião para que possamos de uma só vez discutirmos o problema existente e juntos conseguir encontrar uma solução, desta forma estaremos tentando solucionar os problemas existente, pois é necessário a união de todos para encontrarmos a solução dos problemas que tanto aflige nossa população.