11 de abr de 2011

LIXO QUE NÃO É LIXO!

É lamentável o que estamos a presenciar em nosso município! Devido á falta de planejamento, o desinteresse político em resolver a situação do aterro sanitário, que hoje encontra se privatizado todos os dias enterramos milhares de toneladas de lixo. Lixo que na verdade não é lixo! Porem são recursos que poderiam ser aplicados na geração de renda de centenas de famílias sarandienses, famílias estas que nem ao menos, temos uma estatística de quantos são! Ou alguém poderia me dizer quantas famílias em Sarandi sobrevivem de coleta de material reciclado? Pois bem, além de gerar trabalho e riqueza o ato de reciclar gera a inclusão social e a preservação do meio ambiente. Entretanto no momento em que se privatizou o sistema não se pensou nisso, o que é uma pena, pois hoje poderíamos estar dando exemplo de reciclagem de lixo, sem contar nas centenas de famílias que poderiam estar sendo beneficiadas com aquilo que muitos de nós julgamos inutilizável . É necessário que seja feito um cadastro de todos que trabalham com coleta seletiva em sarandi, ou seja, que sobrevivem coletando material reciclado, porem não basta somente isso é mister que o poder publico deve ser um parceiro dessas pessoas. Ai fica a pergunta! Dê que forma? Ora a resposta esta em nossas mentes" Conscientização"! Sim conscientização. Cabe ao poder público realizar um trabalho de consciência junto a nossa população para a separação daquilo que na verdade "NÃO É LIXO E SIM RIQUEZA PARA O MUNICÍPIO" .Trabalhos como divulgação de folders educativos, cadastramentos de todos os trabalhadores que lidam com a coleta do material mencionado, separação por regiões de coleta na cidade com horas e dias para que os moradores saibam quando será retirado os materiais de suas casas, identificação dos catadores por motivo de segurança, enfim entre inúmeros idéias que podem surgir no decorrer do processo. Porem é necessário vontade "POLITICA" daquele que esta a frente do executivo, vontade em fazer diferente, do que outros fizeram. Como podemos imaginar não é fácil resolver o problema! Entretanto se não começarmos ele nunca será resolvido e Pasmem ficara a cada dia pior! Soluções que de fato venham a fazer a diferença é isso que Sarandi precisa. Estamos enterrando dinheiro, enquanto isso muitas pessoas que poderiam ser beneficiadas com esse dinheiro encontram se sem expectativa de uma vida digna. Mais uma vez repito ouve um erro no passado quando privatizaram o aterro municipal, porem podemos concertar o erro que foi feito de forma insensata, sem pensar na conseqüências. Estivemos conhecendo o sistema de outras cidades, Ibiporã por exemplo recicla praticamente todo o lixo que é utilizável desta forma gerando riqueza para o Município. Segundo o Vereador Pauleti Ibiporã tem ( quarenta e oito mil habitantes onde os quais geram cerca de quarenta mil reais somente com reciclagem. Sarandi tem capacidade suficiente para gerenciar seu próprio lixo, e fazer deste lixo uma fonte de riqueza e de dias melhores para centenas de pessoas gerando trabalho e renda.

2 comentários:

a liga disse...

fale sempre a verdade , mas todo cuidado é pouco , abraços .

a liga disse...

parabens pelo blog , vcs tem coragem é assim que se faz . www.aligadajusitica.tk